Uma outra maneira de olhar - Reflexões sobre as Teses

Qualquer parte da realidade, para ser compreendida, tem de ser observada sob diversos ângulos. Cada observador verá a «sua» parte da realidade conforme o lugar a partir da qual a observa e, se quiser apreendê-la na totalidade, terá de juntar num único juízo essa realidade observada sob todos os ângulos.

 

Lenine considerava útil para qualquer análise a manifestação de muitas opiniões, correspondendo certamente a vários pontos de observação, pois assim a análise adquiriria um caráter mais próximo da verdade e a decisão tomada, com o contributo de todos os pontos de vista, seria seguramente mais acertada. Daí ter surgido o conceito de polémica leninista.

 

De resto, a unidade na ação de uma organização revolucionária só é possível quando todas as opiniões se podem expressar livremente tornando mais rico o debate. Só desse modo, a ação se torna conscientemente aceite por todos. Foi deste modo que os revolucionários portugueses foram educados.

 

Quiseram as vicissitudes que o quefazer.info fizesse a sua aparição neste momento da vida política nacional. Daí, a razão da publicação destes textos e não de outros. Muito tempo haverá pela frente para se poderem abordar outros temas.

 

No que abaixo vem escrito, pese embora por vezes a agudeza das palavras, não se veja outra coisa senão a franqueza na manifestação da opinião e a coragem de abordar os problemas bem de frente. É esse o contributo que os editores desejam dar para o debate ideológico num momento bem duro e complexo da luta dos trabalhadores e do povo nos planos nacional e internacional.

 

Publicam-se de seguida quatro textos com reflexões sobre alguns aspetos de cada um dos capítulos das Teses (para o XX Congresso do PCP).

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload